Climatério: Entenda! Conheça os sintomas e veja como trata-los!

Climatério: Entenda! Conheça os sintomas e veja como trata-los!

Mulheres com idade acima dos 40 anos já começam a ficar preocupadas com os sintomas da menopausa e com as consequências da ausência da menstruação. Mas a maioria das mulheres confunde a menopausa com o climatério. Esse texto é para mostrar a diferença entre esses dois termos e falar tudo que você precisa saber sobre esse período tão importante e difícil na vida da mulher.

Nesse texto vamos mostrar todas as mudanças físicas e psicológicas que acontecem nesse período, além de falar sobre as várias opções de tratamentos naturais para o climatério e explicar se existe climatério masculino. Confira!

O que é o climatério?

Como dissemos, é muito comum que as pessoas (homens e mulheres) confundam o climatério com a menopausa, mas são coisas diferentes. Você já deve ter ouvido falar que “fulana entrou na menopausa” ou alguma mulher justificar o excesso de calor como sendo culpa da menopausa, mas vamos mostrar a seguir que esse termo é usado erradamente.

Climatério é o nome científico do período de transição entre o período que as mulheres podem reproduzir (período fértil) para o período não reprodutivo, que inclui a menopausa, que é o nome dado à última menstruação antes de a mulher entrar definitivamente no climatério. Ou seja, a menopausa é a ultima menstruação da mulher enquanto o climatério é o conjunto de sintomas que antecede a menopausa, assim como aqueles que vem depois dela.

Climatério

Quais são os sintomas do Climatério?

Apesar de os sintomas poderem variar de pessoa pra pessoa, existe uma lista de sintomas (físicos e emocionais) mais comuns no climatério, que vamos mostrar a seguir:

  • Fogacho ou ondas de calor: Acontece com mais de 80% das mulheres no climatério e é o sintoma mais comum. Costumam começar no período pré-menopausa e durar por até 2 anos após a última menstruação. Essas ondas de calor são causadas pela redução da produção de estrogênio, o que provoca uma desregulação do termostato normal do corpo.
  • Suores noturnos (variante do fogacho)
  • Distúrbios do sono, como a insônia, que costumam começar já no período pré-menopausa e deixar a mulher mais cansada e sem energia.
  • Depressão (mais comum no primeiro ano do climatério, principalmente em mulheres que ainda queriam engravidar).
  • Ansiedade e alterações do humor, causadas pela redução na produção de estrogênio.
  • Secura vaginal, que pode causar coceira e dor durante o ato sexual.
  • Redução da libido, causada em parte pelas alterações hormonais e também pela dor causada pela secura vaginal.
  • Memória fraca e dificuldade de concentração, também causados pela redução na produção de estrogênio.
  • Dor nas articulações.
  • Queda de cabelo, unhas fracas e pele ressecada, causadas pela redução na produção de colágeno e de estrogênio.
  • Aumento de peso, causado pela alteração no metabolismo e na forma como o corpo armazena gordura que acontece com a redução dos níveis de estrogênio.
  • Infecção urinária, que passa a ser mais comum com a secura vaginal, que facilita a invasão de bactérias.
  • Aumento de pêlos no rosto, causados pela redução do estrogênio.
  • Ossos fracos, que possibilitam fraturas e o aparecimento de osteoporose, também causado pela redução na produção do estrogênio.
  • Tonturas e desequilíbrios, que costumam aparecer já no período pré-menopausa

Climatério

Tratamentos naturais para o Climatério

Como você pôde perceber na lista de sintomas do climatério, a maioria deles é causada pela falta de estrogênio.  Por isso a reposição hormonal é tão importante. Mas também existem algumas opções de tratamentos naturais para o climatério. Um deles é adicionar pequenos punhados de soja e linhaça à dieta diária. Você também pode usar o vinagre de maçã (1 colher diluída no copo de água ou de suco) como aliado para reduzir os calores.

Confira a seguir uma receita de chá caseiro que auxilia a amenizar os efeitos do climatério:

Ingredientes:

  • 1 punhado de folhas de amora
  • 1 punhado de anis estrelado
  • 1 punhado de melissa
  • 1 punhado de alecrim
  • 1 litro de água mineral

Modo de Preparo:

Coloque a água mineral para ferver e assim que estiver fervendo, apague o fogo e acrescente as ervas. Tampe a panela e deixe em infusão por 15 minutos. Tome duas vezes ao dia.

Climatério

Max Amora

Se você está sofrendo com os sintomas na menopausa e do climatério e busca uma alternativa natural para resolver este problema, precisa conhecer o Max Amora.  Trata-se de um suplemento 100% natural, composto por Amora (350 mg), Isoflavona (40 Mg) e Cimicifuga (40 mg), três dos maiores aliados ao combate dos sintomas da menopausa e do climatério. Isso porque, este três componentes ajudam a regular o nível de hormônios, que cai neste fase e é a causa do sintomas.

O Max Amora é vendido através do seu Site Oficial e atualmente está com o preço em promoção. Caso queira conhecer melhor o produto, basta clicar no botão abaixo. Dessa forma você será redirecionado para  o Site Oficial, onde poderá realizar sua compra com rapidez e segurança.

Existe climatério masculino?

A resposta para essa pergunta pode ser sim e não. Vamos explicar porque:

O climatério masculino é chamado de andropausa, e também caracteriza o período onde a produção de hormônios sexuais (principalmente a testosterona) é reduzida, porém, essa redução acontece apenas em 20% dos homens acima de 50 anos, e por isso não deve ser comparada ao climatério feminino, que acontece com todas as mulheres.

O tratamento da andropausa (ou climatério masculino) também é feito através de reposição hormonal, com injeções intramusculares trimestrais de testosterona.

Replies: 0 /

Post Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *