Como cuidar da moleira do bebê? Saiba tudo sobre o assunto

Como cuidar da moleira do bebê? Saiba tudo sobre o assunto

Como cuidar da moleira do bebê? Esse é um assunto que causa arrepios em mamães e papais de todos os lugares do mundo, visto que a moleira é tida como uma parte intocável e também vital para o bem estar e a saúde da criança. No entanto, existem alguns exageros em relação a isso, uma vez que ela possui sim suas funções, mas sem todas aquelas tradições envolvidas. Se você ainda tem dúvidas e quer saber todos os cuidados que precisa ter com a moleira do bebê, leia este artigo até o final e veja as melhores dicas!

Primeiro é importante entender que o bebê ao nascer ainda não possui os ossos do crânio totalmente formados. Por isso a criança apresenta espaços entre algumas placas de ossos que são chamadas de fontanelas. Esclarecido? Vamos as dicas.

Para que serve a moleira?

A moleira permite com que o cérebro cresça rapidamente no primeiro ano de vida, que é quando a criança mais cresce e evolui. Mas vale lembrar que ela também é essencial durante o parto, pois facilita que a criança nasça sem que haja nenhuma compressão em seu cérebro.

Quando a moleira fecha?

Muita gente se pergunta: Quando a moleira do meu filho irá fechar? Normalmente, esse fechamento, ou seja, o processo final de formação dos ossos do crânio ocorre por volta dos dois anos de vida da criança.

como-cuidar-da-moleira-do-bebe

Qual o papel do médico em relação à moleira?

É essencial que o pediatra acompanhe o desenvolvimento do crânio do bebê, essa análise é feita a cada consulta e será a responsável por indicar se está tudo bem com a criança.

No entanto, mesmo não sendo um bicho de sete cabeças, a moleira pode apontar para alguns problemas que devem ser imediatamente identificados. Esses avisos são chamados de sinais de alerta. Confira alguns deles abaixo.

Sinais de alerta da moleira

  • Se a moleira do bebê estiver um pouco levantada (abaulada), e a criança também estiver apresentando febre, fique atento, pois poderá ser a sinalização de meningite. Caso observe esse tipo de reação, procure um médico com urgência.
  • Caso a criança esteja com diarreia e a moleira um pouco afundada, preste atenção, pois pode se tratar de desidratação.
  • Em alguns casos, a moleira fecha de maneira precoce, ou seja, antes dos seis meses, nesse caso o problema pode ser congênito. Somente o médico será capaz de indicar precisamente se haverá a necessidade de intervenção cirúrgica, a fim de garantir o crescimento do cérebro de maneira normal.
  • O retardado no fechamento da moleira (demora para o fechamento) pode estar indicando para diversos problemas, no entanto a hidrocefalia (acúmulo de água no cérebro) é a mais comum.

Muitos pais se assustam quando a moleira está pulsando (posso dizer que eu me assusto às vezes), no entanto essa reação é resultada pela pressão arterial no cérebro, sendo bastante comum quando a criança está chorando. Caso a – pulsação esteja muito forte e o bebê apresentar alguns sintomas, como febre, fique atento e procure um médico.

Confira um vídeo informativo sobre o assunto:

Conhece mais algum cuidado com essa parte tão sensível e delicada do bebê? Conta pra gente nos comentários!

Replies: 0 /
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Post Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *