Triatlo: Saiba tudo sobre essa modalidade esportiva AQUI!

O esporte está cada vez mais fazendo parte da vida dos brasileiros, e é por isso que vem aumentando significativamente o número de pessoas que praticam algum esporte. O Triatlo é um dos esportes que está se tornando cada vez mais buscado pelos atletas, mas você sabe o que é o Triatlo e como ele funciona?

Se a sua resposta foi não, esse artigo foi feito especialmente para você, pois nele eu irei falar um pouco sobre a modalidade esportiva Triatlo.

Continue lendo e confira tudo a seguir!

Triatlo: O que é?

O triatlo é uma espécie de modalidade esportiva mista, onde conta com três atividades sequenciais e sem interrupções.

Quem pratica o Triatlo não pode ser bom em apena um esporte como é com outras modalidades, ele precisa ser bom nos três esportes do triatlo para conseguir passar na frente do seu concorrente.

Nessa modalidade é realizada a prova de natação, ciclismo e corrida que visa medir a força e agilidade dos competidores, tendo o apelido de competição “Homem de ferro” por forçar muitas habilidades dos seus participantes.

triatlo

Como funciona?

O Triatlo pode ser tanto para homens como para mulheres, sendo que ao máximo, todas as provas desse esporte não podem ultrapassar 51,5 km.

Pode haver mudanças quanto a distribuição de km de cada prova de país para país, mas na modalidade olímpica são 1,5 km de natação, 40 km de ciclismo e 10 km de corrida.

Os participantes sempre deverão sair juntos e fazer o mesmo percurso, além de que é necessário seguir a ordem natação, ciclismo e corrida, ao final da corrida, aquele participante que chegar primeiro é o ganhador.

É importante dizer que um participante não deve esperar o outro quando acabar a primeira prova, pois as provas são sequenciais e sem interrupções e por isso vence quem realizar o triatlo completo em menos tempo.

Triatlo no Brasil

O Brasil também já possui o Triatlo como modalidade esportiva e por isso treina os seus competidores para participarem das olimpíadas, copa do mundo e campeonato mundial.

O Triatlo no Brasil segue as mesmas regras das olimpíadas sendo:

  • 1,5 km de natação: É dada a largada próxima onde ocorre a prova de natação e então os participantes devem nadar os 1,5 km demarcados por boias até seguir para a próxima etapa.
  • 40 km de ciclismo: Após o término da natação o atleta passa pela área de transição e começa o percurso do ciclismo, que consiste em 40 km, sendo que durante esse percurso ele poderá levar cartão amarelo ou vermelho caso provoque risco ao seu adversário.
  • 10 km de corrida: Após terminar o ciclismo o participante deve correr mais 10 km até a linha de chegada. Aquele que alcançar a linha primeiro é o vencedor dessa modalidade.

Durante essa prova os jogadores também poderão levar cartão amarelo ou vermelho.

Paralímpico

Também existe a modalidade de Triatlo para cadeirantes e paraplégicos que é conhecido como Triatlo paralímpico, sendo que neste são 750 metros de natação, 20 km de ciclismo e 5 km de corrida.

Os atletas irão participar da prova possuindo todo o auxilio necessário devido a sua deficiência, e por isso o ciclismo é feito com uma bicicleta especializada, ou em alguns casos com a cadeira de rodas.

Os deficientes visuais também poderão participar desse triatlo e terão objetos indicando o percurso da prova, no caso do ciclismo terá uma pessoa como guia.

triatlo

Alimentação

O Triatleta irá possui uma alimentação mais restrita e especifica para que possa conseguir ter força e tipo físico para realizar suas provas.

Por isso todo triatleta possui acompanhamento com nutricionista para que este possa indicar o que ele deve ou não comer e em qual quantidade.

Dicas para quem vai participar

  • Hidrate-se
    O Triatlo requer muito esforço físico e é realizado em exposição ao sol, por isso o participante deve estar muito bem hidratado.
  • Cuide da alimentação
    A alimentação é essencial para um triatleta, pois é ela que dará a energia que ele precisa para conseguir vencer a prova, por isso é necessário uma dieta bem rigorosa e saudável.
  • Faça exercícios de resistência
    Esse tipo de exercício cobra muita resistência dos seus participantes, por isso quem deseja participar dessa prova deve focar em provas de resistência para conseguir chegar até o final do percurso.

Ficou alguma dúvida? Deixe um comentário.

Read More →
Replies: 0 /

Açafrão: Saiba porque você deve incluí-lo em suas refeições!

Os produtos naturais vêm cada vez mais fazer parte da nossa vida, isso por que além de não fazer mal a saúde, são eficazes para o tratamento de várias doenças e algumas vezes são até mesmo aliados do emagrecimento, como por exemplo, o açafrão.

Ainda não sabe o que é o açafrão? Então esse artigo é para você, pois nele eu irei tirar todas as suas dúvidas sobre esse produto natural que faz tão bem ao nosso corpo. Continue lendo e confira tudo a seguir!

Açafrão: O que é?

O açafrão é uma raiz pertencente a família do gengibre, sendo que ele já é utilizado a milhares de anos devido aos inúmeros benefícios que ele pode trazer ao nosso corpo.  Ele é rico em vitaminas e minerais e por isso é usado pela medicina para diversos tratamentos.

A seguir eu separei alguns dos principais benefícios desse produto a fim de te ajudar a conhecer ele melhor.

açafrão imagem

Benefícios

Fazer uso frequente do açafrão em sua dieta pode ser um excelente passo para quem deseja ter uma vida mais saudável, visto que ele é aliado no tratamento de diversas doenças, como podemos destacar principalmente:

  • Ajuda no combate ao câncer.
  •  Ajuda a proteger as células contra os radicais livres e também ajuda na destruição das células cancerígenas do corpo a fim de evitar as metástases, além de evitar a formação de vasos sanguíneos que podem alimentar o crescimento de células que são cancerígenas.
  • Ajuda no combate principalmente do câncer de mama, de próstata e de pâncreas.
  • Possui ação anti-inflamatória.
  • O açafrão também é muito indicado como anti-inflamatório, pois proporciona resultados excelentes sem causar efeitos colaterais como diversos medicamentos.
  • Atua contra a artrite.
  • Também é um aliado de quem possui problemas de artrite, podendo aliviar os sintomas após pouco tempo de uso.
  • Benefícios ao cérebro.
  • Consumi-lo  também auxilia a tratar problemas no cérebro ocasionados após alguma lesão e em casos de doenças que são degenerativas. E reduz os riscos de ter Alzheimer.
  • Atua contra a depressão.
  • Pessoas que estão com casos mais graves de depressão também devem fazer uso do açafrão a fim de aliviar esse problema, pois o seu uso possui efeitos semelhantes ao de medicamentos antidepressivos, sem, no entanto possuir os efeitos colaterais destes.

Como usar Açafrão?

Existem diversas formas de usar ele a fim de obter seus benefícios, sendo que você pode ingerir ele em pó, juntamente com algum suco, ou usá-lo como tempero para fazer diversas receitas.

Quem desejar consumir a raiz do açafrão deve consumi-la ralada em salada ou as rodelas devem ser acrescentadas no suco.

açafrão imagem

Emagrece?

Sim, consumir açafrão também pode ajudar a emagrecer, isso por que ele possui ação antioxidante e ajuda a reduzir a gordura corporal de quem consumir pelo menos uma colher de chá (rasa) desse ingrediente.

Além do mais, ele possui curcumina, um importante componente que auxilia na perda de peso rápida. Todas as pessoas que consumiram o açafrão diariamente conseguiram notar um bom emagrecimento em pouco tempo.

É bom para diabetes?

Pessoas que possuem diabetes também podem usar esse tempero, pois ele é muito bom para ajudar no tratamento desta doença.

No entanto, nesse caso é recomendável consultar um médico para que ele possa te auxiliar na melhor forma de usar esse alimento.

Receita com açafrão

Veja a seguir uma deliciosa receita com açafrão.

açafrão

Risoto com açafrão

Ingredientes

  • 4 colheres de manteiga light
  • 1 cebola
  • 1 xícara de arroz arbóreo
  • 1 colher de sopa de açafrão
  • 1 colher de vinho branco
  • 1 litro de caldo de legumes
  • 1 xícara de queijo ralado

Modo de fazer

  1. Em uma panela derreta a manteiga e refogue a cebola
  2. E seguida acrescente o arroz e o vinho. Coloque o açafrão e o caldo de legumes e deixe cozinhar.
  3. Quando o arroz estiver cozido, desligue e adicione os demais ingredientes. Misture e deixe descansar por aproximadamente 2 minutos.
  4. Sirva ainda quente.
  5. Se desejar pode tomar um suco com açafrão de acompanhamento.

Espero que você tenha gostado desse artigo e que ele tenha sido útil para sanar suas dúvidas. Caso ainda tenha ficado alguma, deixe-a nos comentários!

Read More →
Replies: 0 /

Unha encravada: O que fazer? Veja nossas informações e dicas!

É muito comum ter a unha encravada, que causa dor e apesar de muitos casos poderem ser resolvidos facilmente, alguns casos podem até mesmo levar você à mesa de cirurgia. No artigo de hoje vamos explicar o que é a unha encravada, o que causa esse problema e o que fazer quando a unha encravar, e ensinar os melhores tratamentos caseiros para você resolver isso de forma mais rápida, barata e simples.

O que é unha encravada?

A onicocriptose, que chamamos popularmente de unha encravada acontece quando o canto ou o pedaço da unha (normalmente do dedão do pé, mas podendo acontecer em qualquer dedo) cresce ferindo a carne, ou quando a carne envolve o canto da unha.

O que fazer?

Normalmente a própria pessoa pode desencravar a unha de forma simples e rápida, principalmente se o diagnóstico for feito logo no começo do problema.

Nesse caso, basta cortar o canto da unha que está dentro da pele, com uma tesoura ou alicate de unha mesmo, ou apenas levantar a unha com a própria ponta da tesoura. Talvez seja necessário cortar um pouco da pele que cobre a unha, e nesse caso, se você não se sentir à vontade para fazer isso (mesmo sendo simples e indolor), o ideal é procurar um podólogo ou manicure / pedicure, que vai saber como fazer isso com um alicate próprio ou até mesmo um bisturi.

unha encravada

Sintomas

Os sintomas mais comuns da unha encravada são :

  • vermelhidão no local
  • inchaço
  • dor

Em casos mais avançados, pode ocorrer o surgimento de pus, que indica inflamação. Vamos falar desses casos a seguir.

O que causa a unha encrava?

A unha encravada pode ser causada por diversos fatores, e inclusive alguns que podem ser evitados:

  • uso frequente de sapatos desconfortáveis, que estão muito apertados ou que não se ajustam de forma correta aos pés;
  • cortar a unha de forma incorreta, deixando cantos arredondados ou com pontas que podem penetrar na pele ao crescer;
  • questões genéticas, que fazem com que a unha cresça de forma errada ou que um dedo faça pressão sobre o outro (em casos de deformidades ou formas diferentes dos dedos.

Unha encravada com pus

Quando a unha encravada já está em um estágio mais avançado, a área machucada pode ficar muito vermelha e com pus, e nesse caso, um podólogo, enfermeiro ou dermatologista são os profissionais ideais para desencravar a unha sem o risco de contágio por bactérias, e, se necessário, pode indicar o uso de uma pomada antibiótica , como Nebacetin ou Diprogenta.

Existem remédios para isso?

Sim. Normalmente o médico indica uma pomada anestésica, um antisséptico, um antibiótico ou anti-inflamatório, e em caso de dor, um analgésico também pode ser indicado.

É importante dizer que não recomendamos a automedicação e que esse artigo é apenas informativo.

unha encravada

Existe algum tratamento caseiro para unha encravada?

Sim. Caso a unha ainda esteja apenas levemente encravada mas ainda não está inflamada, o tratamento caseiro recomendado é muito simples:

Deixe o pé ou a mão que está com a unha encravada de molho em uma bacia com água quente por cerca de aproximadamente 20 minutos, e depois, tente levantar o canto da unha encravada com uma pinça ou a ponta da tesourinha e coloque um pedaço de fio dental, de algodão ou de gaze entre a unha e a pele para conseguir mantê-la elevada.

Você deve repetir esse processo diariamente, deixando o dedo em água quente durante 20 minutos e trocando o fio, algodão ou gaze por uma nova. 

Passar alguma solução antisséptica e cicatrizante como o Povidine, por exemplo, pode ajudar a acelerar a cicatrização e evitar que a região infeccione. Se você sentir dor, vale a pena tomar um remédio analgésico e anti-inflamatório como o Paracetamol, por exemplo.

Cirurgia para unha encravada

Como falamos, em alguns casos, pode ser necessário indicar uma cirurgia para desencravar a unha. Essa cirurgia é simples e é feita com anestesia geral, e é indicada para pessoas que sempre têm a unha encravada ou quando o tratamento com a elevação da unha ou o corte não resolvem o problema, principalmente se tiver carne esponjosa na área.

Como evitar?

Para evitar a unha encravada, o ideal é cortá-las sempre de forma reta, tanto na parte superior, como nas laterais da unha. Além disso, é importante evitar usar sapatos muito apertados, e trocar as meias diariamente, para evitar a proliferação de fungos e bactérias.

Gostou das nossas informações? Este post te ajudou? Deixe seu comentário!

Read More →
Replies: 0 /

Hidroquinona: o que é? Para que serve? Descubra tudo aqui!

Cada vez mais a sociedade vem estipulando padrões de beleza, no qual a vaidade é uma característica que tem crescido bastante entre as pessoas. Hoje em dia é disponibilizado no mercado produtos pensados especialmente para uma melhor aparência, os quais corrigem os possíveis erros estéticos.

Um dos maiores órgãos do ser humano é a pele, nela pode ocorrer várias doenças, entre elas micose, cravos, espinhas, marcas de nascenças e as temidas manchas que muitas vezes são causadas pela grande exposição ao sol. A Hidroquinona tem sido tachada como um dos milagres dermatológicos, que vem auxiliando no clareamento de manchas na pele.

Para que serve a Hidroquinona?

São diversas as razões que podem provocar o aparecimento de manchas na pele. Algumas delas podem ser de nascença e outras surgem com o passar dos anos, podendo ser causadas por problemas e até mesmo por doenças que desenvolvemos ao longo da vida.

A hidroquinona se destaca por ser um medicamento que possui substâncias que auxiliam no processo de clareamento da pele, principalmente em pessoas que tem a pele morena ou negra.

Ela é um medicamento de uso tópico (quando aplicado diretamente na região afetada), ela age na despigmentação de manchas nos pontos mais escuros da pele, compreendendo sardas. Devemos ressaltar que há diferentes graus de hidroquinona, sendo que estes variam de 1 a 5%. Quanto maior a porcentagem, maior será a eficiência da despigmentação das manchas na pele.

O medicamento faz com que ocorra o bloqueio na produção de melanina, degradando as células que armazenam a melanina. A hidroquinona é uma medicação que inibe a ação da tirosinase, a qual representa uma enzima que auxilia na formação de melanina. Sendo assim, a hidroquinona impede que o corpo escureça, clareando todas as manchas onde foi aplicada a medicação.

Deve passar a hidroquinona no período da noite antes de dormir, aproximadamente meia hora antes de se deitar. O indivíduo deve lavar bem o rosto com um sabonete neutro. Em sequência aplique uma pequena porção do medicamento sobre a o local afetado pelas manchas, lembrando que não devemos aplicar grandes quantidades do medicamento, pois o mesmo pode provocar ardência no local.

Quais os efeitos esperados?

O uso de hidroquinona começa a apresentar seus resultados em um período de dois meses de uso. Sendo que este período raramente se excede por mais de oito meses, isso porque ele pode provocar problemas se utilizada por muito tempo. Após o período estipulado pelo dermatologista, o qual vai depender do tipo de mancha é qual grau ela se encontra. As manchas irão clarear ficando menos visíveis e que deixam a pele com o tom mais uniforme e com uma aparência mais formosa.

antes e depois hidroquinonaQuais os efeitos colaterais?

Os principais efeitos colaterais ocorridos pelo uso da medicação são hipersensibilidade a luz solar, sensação de leve queimação na área medicada, eritema (vermelhidão na pele), dermatite, presença de manchas marrons nas unhas, quando realizamos o tratamento com hidroquinona, devemos evitar o contato com a luz solar, uma vez que ela pode causar outras manchas na pele piorando ainda mais o aspecto.

Devemos destacar que o uso de hidroquinona não deve ser realizado em grande áreas do corpo, evitando principalmente a aplicação próximo a área dos olhos. O contato do produto com os lábios pode ocasionar sensação de amargo no paladar e pode até causar efeito anestésico. O medicamento não deve ser aplicado em áreas que estejam irritadas ou com possíveis queimaduras solares.

Pode ser usado na virilha?

O medicamento pode até ser utilizado para retirar manchas escuras na virilha e até mesmo na axila. No entanto, alguns dermatologistas nãos recomendam o seu uso para este fim, pois ela irrita bastante a pele nestes locais. O melhor é utilizar produtos que sejam diretamente indicados para clarear estas regiões.

gel hidroquinonaGel ou Creme?

Existe no mercado a versão em gel e em creme. Porém especialista da área de dermatologia indicam o medicamento na forma de creme, pois assim o mesmo é absorvido mais rapidamente pelo corpo. Outro ponto a ser questionável que a hidroquinona em gel sai mais fácil da pele, especialmente quando se tem contato com água. Entretanto o corpo está sujeito suar, neste caso o creme é indicado para haja uma melhor absorção do medicamento.

Ficou alguma dúvida sobre hidroquinona então nos conte nos comentários!

 

 

Read More →
Replies: 0 /

Cirurgia Bariátrica pelo SUS: É possível? Como conseguir? Saiba aqui!

A cirurgia bariátrica também é bastante conhecido como cirurgia da obesidade ou cirurgia de redução do estômago. A cirurgia bariátrica é sempre indicada para os pacientes que apresentam um quadro de obesidade a qual já chegou a um nível em que as atividades físicas não causam nenhum efeito. É aconselhável principalmente para pacientes que possuem um índice de massa corporal acima de 40. Para saber mais sobre esse procedimento, continue lendo nosso artigo!

O que é

A cirurgia não possui efeitos estéticos, ela é uma intervenção que tem como principal objetivo alterar os hábitos e qualidade de vida dos pacientes com o intuito de fazê-lo ter um vida mais saudável e duradoura. Todos os métodos são geralmente bem radicais e devem ser realizados somente em condições extremas, ou seja, no momento em que o paciente não consegue mais reduzir o seu peso corporal sozinho, e o mesmo pode correr risco de morte.

O procedimento cirúrgico é dividido em dois tipos de tratamento. O primeiro se classifica em uma incisão no abdômen, já o segundo caso, se classifica como a videolaparoscopia, sendo que esta se define por ser uma abordagem onde é inserida uma câmera no abdômen, para que o médico possa visualizar por um monitor todo o processo que ocorre durante a cirurgia. Neste último caso o paciente sente menos dor e apresenta uma melhor recuperação. A cirurgia bariátrica é um procedimento caro, sendo que são poucos os hospitais administrados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) que efetuam o procedimento.

O SUS faz cirurgia bariátrica?

Grande parte das pessoas que estão acima do peso é que precisam realizar uma cirurgia bariátrica não tem condições financeiras, é muitas vezes nenhum tipo de plano de saúde. A única opção acaba se tornando o SUS, o qual realiza todo procedimento de forma gratuita em todo território brasileiro.
A cirurgia bariátrica pelo SUS é feita por videolaparoscopia, a técnica é caracterizada por ser bem menos invasiva do que a gastroplastia a qual possui derivação intestinal, já que videolaparoscopia é feita através de mini-incisões de 0,5 a 1,2 cm, o suficiente para passar a camera de video e as cânulas. A videolaparoscopia é bem mais rápida do que o método tradicional, podendo durar em alguns casos apenas 1 hora. A cirurgia também possui uma taxa de mortalidade bem inferior segundo dados da Sociedade de Cirurgia Bariátrica e Metabólica.

Hoje em dia o SUS possui mais de 75 hospitais que atendem pacientes com obesidade, sendo estes distribuídos nos 21 estados, como por exemplo Bahia, Espírito santo, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Sergipe e etc.

Quem pode fazer Cirurgia Bariátrica pelo SUS?

Os pacientes que podem ter direito a cirurgia bariátrica pelo SUS são os que possuem IMC igual ou maior que 50, IMC maior ou igual a 40 desde que o paciente não tenha sucesso com algum tipo de tratamento clínico de no mínimo dois anos, IMC maior que 35, associado a problemas de saúde como doenças cardiovasculares, pessoas hipertensas, apneia do sono, doenças articulares e diabetes.

Como funciona?

Para que os pacientes tenham acesso a cirurgia bariátrica pelo SUS de maneira gratuita é necessário primeiramente efetuar o pedido do cartão do SUS, podendo este ser realizado em hospitais, clínicas ou até mesmo em postos de saúde. Feito isso o paciente deverá marcar uma consulta médica para que possa comprovar que integra realmente aos pré-requisitos solicitados pelo SUS. Em sequência todos os exames do paciente serão analisados por um especialista, onde o mesmo irá autorizar ou não a cirurgia, quando autorizado o paciente entra na fila de espera até que seja liberada sua cirurgia.

pós cirurgia bariatrica

O Plano de Saúde cobre?

De acordo com as regras das operadoras o plano de saúde deve cobrir todo o procedimento da cirurgia bariátrica, uma vez que a obesidade é uma doença que prejudica a saúde do usuário. Pois uma vez que o paciente passa mal, ele necessita da assistência do convênio, sendo o plano obrigado a oferecer o amparo devido.

Em alguns casos o paciente deve provar que realmente necessita realizar o procedimento cirúrgico, para isso é fundamental documentar todo o histórico de consultas mencionando que buscou todas as alternativas necessárias para a perda de peso, além disso deve mostrar todos os exames que comprovam a necessidade da cirurgia.
Contudo é imprescindível que o paciente leia todas as cláusulas contidas no contrato de adesão do plano de saúde, só assim ele saberá se o plano cobre a cirurgia de acordo com as suas condições.
Ficou alguma dúvida sobre cirurgia bariátrica pelo SUS então nos conte nos comentários!

Read More →
Replies: 1 /

Couro Cabeludo Dolorido: Todas as informações sobre esse incômodo!

Você já sentiu o seu couro cabeludo dolorido? Se sim, a possibilidade de você ter ignorado essa dor, ou ter tomado um analgésico como se fosse uma dor de cabeça ou uma dor qualquer é muito grande, mas a verdade é que isso pode ser um sinal de sérios problemas de saúde, que demandam atenção e um tratamento específico. A dor no couro cabeludo é muito comum, e por isso já existem produtos específicos para cuidar da área que é responsável pelo crescimento dos cabelos, e além de causar dor, também afeta a estética, já que essa sensibilidade Windows 10 Professional product Key Oem sale extrema pode afetar o crescimento dos fios, impedindo que o cabelo tenha força para chegar ao comprimento desejado.

No artigo de hoje você vai saber o que causa essas dores, como tratar e o que fazer para evitar ficar com o couro cabeludo dolorido.

Couro Cabeludo Dolorido: O que pode ser?

A causa mais simples do couro cabeludo dolorido é a queda de cabelo acentuada, que deixa a região mais sensível e menos protegida aos fatores externos, como o sol e os produtos químicos, por exemplo.

Vamos falar de outras causas comuns do couro cabeludo dolorido, mas também existe a possibilidade de acontecerem  inflamações simples á queimaduras graves no couro cabeludo causados por produtos químicos, até mesmo com danos irreversíveis, como a calvície.

Doenças infecciosas como as relacionadas aos fungos (Kerion celsii), e as relacionadas a bactérias (como a foliculite, foliculite decalvante, abscessos), normalmente tem o couro cabeludo dolorido como um sintoma.

O couro cabeludo dolorido também pode ser um sintoma de eczemas ou psoríase, principalmente se estiver acompanhado de sintomas como coceira, vermelhidão ou pele descamada.

Se você também sente dores musculares, pode ser um sintoma de fibromialgia, além de uma enormidade de problemas que podem ser associados a esse problema, como o lúpus e outras doenças.

Mulher com Couro Cabeludo Dolorido

Quais as Causas?

Além dos motivos que já citamos, existem alguns outros fatores que podem deixam o couro cabeludo dolorido, como:

  • Exposição solar exagerada;
  • Uso de produtos químicos para coloração e outras químicas para alisamentos ou relaxamentos, por exemplo;
  • Estresse;
  • Uso contínuo de secador;
  • Excesso de oleosidade, que pode causar a caspa (também conhecida como dermatite seborreica);
  • Penteado (como coques e rabos de cavalo) ou acessórios (como tiaras, presilhas, chapéus, etc.) muito apertados, que também podem provocar inchaço na região;
  • Uso de escovas de cabelo ou pentes de plástico;
  • Movimentos bruscos na hora de lavar ou pentear o cabelo.

Como tratar?

Como falamos, existem várias causas e fatores que deixam o couro cabeludo dolorido, e o tratamento vai depender da causa.

Além de evitar ou diminuir a exposição ao agente causador da dor, existem formas de evitar que a dor aconteça ou piore. Felizmente já existem shampoos e condicionadores para couro cabeludo sensível e produtos específicos para cuidar do couro cabeludo dolorido, chamados de sérum calmante capilar. Esses produtos ajudam a reduzir os desconfortos da região sensibilizada, a vermelhidão, formigamento e a queimação.

Além disso, você pode fazer massagens para ativar a circulação sanguínea na região, e evitar tomar banhos quentes, além de usar acessórios como chapéu sempre que puder.

Caso essa dor e sensibilidade do couro cabeludo persista por mais de dois dias, recomendamos que você procure um médico dermatologista para que ele analise o problema e indique o melhor tratamento.

Couro cabeludo dolorido após tintura

É muito comum sentir o couro cabeludo dolorido após a tintura, porque  as substâncias presentes na fórmula da tintura (como a amônia, por exemplo)podem causar incômodos, irritar e até mesmo queimar a região por causa da ação da água oxigenada em conjunto com o descolorante.

Mulher com Couro Cabeludo Dolorido

Após progressiva

Como falamos, o uso de procedimentos como o alisamento, relaxamento e a famosa escova progressiva também podem deixar o couro cabeludo dolorido por causa dos componentes presentes nos produtos químicos utilizados, que podem causar inflamação, queimaduras, alergia e descamação.

Couro cabeludo dolorido após dor de cabeça

É comum que o couro cabeludo fique dolorido após a dor de cabeça, mas se a sensibilidade continuar depois que a dor de cabeça for tratada, procure um médico.

Remédio caseiro

Para tratar o couro cabeludo dolorido de forma natural, anote essa receita:

Ingredientes
  • Duas colheres de sopa de urtiga seca
  • Duas colheres de sopa de alecrim
  • Duas colheres da planta consolda seca
  • Meio litro de água
  • Vinagre de sidra
Modo de preparo 

Misture todas as plantas na água, coloque no fogo e deixe ferver. Depois de ferver, deixe em infusão por uma hora. Coe e adicione duas colheres de sopa de vinagre de sidra, e guarde num recipiente na geladeira por até duas semanas. Depois de lavar o cabelo com o shampoo e Buy Windows 10 key o condicionador de sua preferência, despeje essa receita e massageie o couro cabeludo delicadamente. Não precisa enxaguar.

Gostou das nossas informações e dicas sobre couro cabeludo dolorido? Deixe seu comentário e compartilhe sua opinião com a gente!

Read More →
Replies: 0 /

Importância dos aminoácidos para saúde: Explicamos aqui!

Aminoácidos… provavelmente você já deve ter ouvido falar sobre eles nas aulas de química na escola, mas o que talvez você não saiba é o quanto eles são importantes para a saúde, tanto que alguns deles são classificados como essenciais. Tamanhos são os seus benefícios que um dos suplementos mais consumidos nas academias é o BCAA, que é composto por três aminoácidos que não produzidos naturalmente pelo organismo, a L-Valina, L-Leucina  e L-Isoleucina. Foi pensando na popularidade dos aminoácidos que o artigo de hoje foi escrito… a seguir vamos falar a sua importância para a saúde. Continue lendo e tire suas dúvidas.

Mas, o que são os aminoácidos?

Voltando às aulas de química, os aminoácidos são moléculas orgânicas, e eles são compostos por átomos de carbono, oxigênio, nitrogênio e hidrogênio, e sua importância se deve ao fato de que todas as células do corpo necessitam dos aminoácidos para o bom funcionamento. Além disso eles são essenciais na síntese de proteínas e enzimas.

Segundo pesquisas indicaram o equilíbrio dos aminoácidos no organismo também influencia no fortalecimento do sistema imunológico, bom humor, estado emocional, etc.

Tipos de aminoácidos

Eles se dividem em duas categorias bem simples de serem entendidas. Vamos explicá-los a seguir:

Aminácidos essenciais

São os aminoácidos que NÃO podem ser produzidos pelo corpo naturalmente, e por esse motivo você precisa consegui-los através da alimentação ou por suplementação, com o BCAA, por exemplo.

Aminoácidos não essenciais

São os aminoácidos que o corpo consegue sintetizar, ou seja, produzidos pelo próprio organismo.

Porque eles os aminoácidos são importantes para a saúde?

Essas substâncias são importantes para a saúde porque participam de processos extremamente valiosos para o organismo, e que garantem o bom funcionamento do corpo. Dentre eles estão a manutenção dos músculos, dos tendões, ligamentos, pele, glândulas, etc. Além disso, eles estão presentes no processo de digestão dos alimentos, o que garante a absorção dos nutrientes necessários para a saúde.

Os aminoácidos são muito usados como suplementação nas academias porque a presença desta substância inibe o catabolismo, o que evita que o corpo use como energia as suas reservas de massa magra.

BCAA

Agora que você já sabe o que são os aminoácidos e suas funções no organismo, já deve estar imaginando quais são os benefícios desse suplemento para a saúde. Como já citamos, o principal suplemento desta categoria é o BCAA, que é composto por L-Valina, L-Leucina  e L-Isoleucina.

Hoje em dia existem no mercado uma infinidade marcas de BCAA,  o que faz com que se torne um produto mais acessível e que atenda as necessidades de cada um dos indivíduos que desejam fazer a suplementação.

Dentre os principais benefícios do BCAA estão a recuperação muscular e a restauração de lesões, principalmente em exercícios de alta intensidade. Além disso ele permite uma maior entrega de energia para os músculos, já que ele aumenta a produção de insulina. Com isso é possível ter mais resistência durante os treinos.

Para saber mais sobre o assunto, recomendamos o vídeo a seguir:

Esperamos ter ajudado você a entender melhor o que são os aminoácidos e seus benefícios. Para mais dicas, continue acompanhando o Base de Beleza!

 

 

 

Read More →
Replies: 0 /

My UV Patch: Saiba quando é está na hora de sair do sol!

A exposição solar é a principal causa do câncer de pele, que é o tipo de câncer mais comum da doença e que pode ser evitado, já que 90% dos casos são associados à radiação ultravioleta, que aumenta as chances do aparecimento de manchas e o foto envelhecimento.  Pensando nisso, a marca francesa La Roche-Posay (que pertence à Divisão Cosmética Ativa da L’Oreal e é a mais recomendada por dermatologistas) criou o adesivo tecnológico My UV Patch, que é uma ferramenta que indica os níveis de exposição ao sol, como falaremos no artigo de hoje.

Saiba o que é esse adesivo, como ele funciona e onde você pode comprar o seu.

O que é?

My UV Patch é um dispositivo para medir e monitorar a exposição aos raios ultravioletas, com o intuito de conscientizar a população sobre a proteção solar e incentivar a proteção para evitar os danos causados pela exposição ao sol, como o câncer de pele, por exemplo.

Esse adesivo inteligente e fotossensível é maleável e transparente (em forma de coração) e adere facilmente à pele (em qualquer área do corpo que fique exposta ao sol), e como ele tem corantes fotoativos que levam em consideração o tom de pele, o patch muda de cor quando a pessoa fica exposta a raios ultravioletas e indica os diferentes níveis de exposição ao sol, ou seja, a quantidade de radiação que o usuário recebeu.

Para usar o My UV Patch você precisará fazer o download de um aplicativo gratuito disponível para os sistemas operacionais iOS (na App Store) e Android (no Google Play) para fazer a leitura do adesivo, como falaremos a seguir.

Como usar o My UV Patch?

Quando for à praia, sair para caminhar no parque, ou for ficar boa parte do dia exposto aos raios ultravioletas, você deve colar o adesivo em qualquer parte do seu corpo (que fique exposto ao sol) e depois de cerca de uma hora (ou ao final do dia), tirar uma foto do adesivo e fazer o upload no aplicativo My UV Patch que você baixou no celular / tablet, que vai analisar a cor do adesivo para determinar a quantidade de exposição à radiação UV que você recebeu naquele período.

O aplicativo também vai indicar que horas você deve fazer a próxima leitura, o nível de risco (se a radiação está fraca, moderada ou forte), e se você deve fazer nova aplicação de protetor solar (assim como sugerir o FPS mais indicado), por exemplo, de acordo com as suas características pessoais, como o seu tom de pele, que você deve preencher no formulário do aplicativo.

Se o seu celular Android tiver tecnologia de comunicação de campo próximo (NFC), não é necessário tirar a foto, e sim aproximar o aparelho do My UV Patch para escanear e realizar a leitura dos dados.

O adesivo dura cinco dias, e você pode usar protetor solar sobre ele, entrar no mar ou na piscina e tomar banho normalmente, sem precisar retirá-lo.

app my uv patch

Onde vende?

Apesar de esse dispositivo ter chegado ao Brasil no final de 2016, ainda não é vendido separadamente e também não está disponível nas lojas de cosméticos e farmácias, ou seja, para ter o seu UV Patch você precisa comprar qualquer produto da linha Anthelios, que é uma linha de protetores solares da La Roche-Posay pelo site da empresa, e receber gratuitamente o seu adesivo e um outro dispositivo para presentear alguém que você ama e quer proteger.

Quanto custa My UV Patch?

Como falamos, o My UV Patch ainda não é vendido separadamente, então o preço vai variar de acordo com o produto da linha Anthelios que você comprar.

O preço do produto pode variar de acordo com o FPS (Fator de Proteção Solar), o tamanho da embalagem e outras características do produto.

my uv patch para usar na praiaFunciona mesmo?

Sim. Além de já ter sido testado, o My UV Patch foi apresentado a dermatologistas do mundo todo que participaram do último Congresso Europeu, que aconteceu em Viena, e se mostrou eficaz como uma ferramenta para indicar se a proteção solar que você está usando está satisfatória ou não de acordo com o nível de exposição aos raios ultravioletas, e criar o hábito de usar o protetor solar todos os dias, já que o Brasil é um dos países onde mais cresce o índice de câncer de pele no mundo.

 

Read More →
Replies: 0 /

Farinha de Maracujá: Emagrece mesmo? Como usar? Como fazer?

A Farinha de Maracujá é um suplemento funcional extraído da parte branca da casca do maracujá e que pode oferecer diversos benefícios à saúde. Um exemplo é reduzir o risco de diabetes do tipo 2.

Rica em nutrientes, vitaminas B3 e C, cálcio, ferro e fibras, a Farinha de Maracujá também ajuda a melhorar o sistema digestivo e está sendo considerada uma aliada da perda de peso, enriquecendo diversas receitas sem acrescentar gorduras ou calorias.

Nesse texto vamos falar sobre todos os benefícios da farinha de Maracujá, dar a receita para você fazer em casa, falar como usar e explicar se ela realmente ajuda a emagrecer. Confira!

Como usar a Farinha de Maracujá?

Como dissemos, a Farinha de Maracujá é fonte de vitaminas e minerais, e inclui-la no cardápio do dia a dia é muito simples. Veja a seguir:

Antes das refeições

Tomar um copo de água com uma colher de farinha de maracujá 30 minutos antes das refeições é a forma ideal para quem quer emagrecer. As fibras liberadas formam um gel no estômago causando uma sensação de saciedade, reduzindo a fome.

Durante as refeições

Você pode misturar uma colher da farinha de maracujá na comida ou na salada, pois ela não interfere no sabor.

Sobremesa e lanches

Inclua uma colher de sopa de farinha de maracujá nos sucos, vitaminas, iogurtes ou nas frutas na hora do lanche ou na sobremesa.

A dose diária recomendada é de duas colheres de sopa por dia (25g/dia), que representa 74% das necessidades diárias de fibra alimentar.

Farinha de Maracujá

Ajuda a combater a diabetes?

Como dissemos, a Farinha de Maracujá é rica em fibras.  Em especial a pectina, que faz com que a absorção da glicose seja mais lenta, sendo liberada em pequenas doses na corrente sanguínea. Ela também reduzir a produção de insulina e os picos de glicemia, que é responsável pela vontade de comer mais doces, o que ajuda a combater a diabetes.

A redução da produção da insulina e dos picos de glicemia são importantes para que não aconteça um processo chamado “resistência à insulina”.  Ela ocorre quando organismo precisa de mais insulina para armazenar a mesma quantidade de glicose. Se esse processo não for revertido a tempo, pode evoluir para diabetes tipo 2.

Farinha de Maracujá

Farinha de Maracujá emagrece mesmo?

Sim! A Farinha de Maracujá ajuda a emagrecer porque é rica em fibras como a pectina, que ao entrar em contato com os líquidos do estômago forma uma espécie de gel e retarda o esvaziamento gástrico.  Isso causa uma sensação prolongada de saciedade, reduzindo a necessidade de ingerir mais alimentos. Além disso, a Farinha de Maracujá ajuda a:

  • acelerar a eliminação de gorduras do organismo
  • absorção de carboidratos
  • a regular o funcionamento do intestino, prevenindo problemas como a prisão de ventre e ajudando a perder medidas na barriga.

Também já falamos sobre a Farinha de Maracujá impedir a liberação de insulina em grande quantidade. Isso  além de reduzir o risco de diabetes, também ajuda a acelerar o metabolismo, evitando o acúmulo de gordura.

Algumas mulheres relatam ter perdido 8 kgs em dois meses depois que começaram a usar a Farinha de Maracujá. Lembrando que esse número pode variar de acordo com o organismo de cada pessoa.

Farinha de Maracujá

Como fazer em casa?

Agora que você já sabe todos os benefícios que a Farinha de Maracujá pode te oferecer, anote a receita para fazer o seu suplemento em casa:

  • Coloque quatro maracujás inteiros em um litro de água com uma colher (sopa) de água sanitária. Deixe de molho por 15 minutos.
  • Em seguida, lave o maracujá em água fria. Depois corte-os ao meio e retire a polpa, deixando apenas a parte branca da casca.
  • Corte as cascas em tiras e leve ao forno médio por 30 minutos.
  • Retire as cascas do forno, deixe esfriar e coloque no liquidificador, batendo em potência máxima até que vire uma farinha.
  • Peneire e armazene em um frasco de vidro com tampa.

Farinha de Maracujá

Farinha de maracujá em cápsulas

Como mostramos, fazer a farinha de maracujá é muito simples e rápido. Porém, ela também é vendida em lojas de produtos naturais.

Caso você prefira o suplemento em cápsulas ao invés da farinha, você pode comprar em farmácias e lojas que vendem produtos naturais, como o Mundo Verde, e tomar de acordo com a indicação do rótulo, respeitando a dose máxima diária de 25g.

Read More →
Replies: 0 /

Climatério: Entenda! Conheça os sintomas e veja como trata-los!

Mulheres com idade acima dos 40 anos já começam a ficar preocupadas com os sintomas da menopausa e com as consequências da ausência da menstruação. Mas a maioria das mulheres confunde a menopausa com o climatério. Esse texto é para mostrar a diferença entre esses dois termos e falar tudo que você precisa saber sobre esse período tão importante e difícil na vida da mulher.

Nesse texto vamos mostrar todas as mudanças físicas e psicológicas que acontecem nesse período, além de falar sobre as várias opções de tratamentos naturais para o climatério e explicar se existe climatério masculino. Confira!

O que é o climatério?

Como dissemos, é muito comum que as pessoas (homens e mulheres) confundam o climatério com a menopausa, mas são coisas diferentes. Você já deve ter ouvido falar que “fulana entrou na menopausa” ou alguma mulher justificar o excesso de calor como sendo culpa da menopausa, mas vamos mostrar a seguir que esse termo é usado erradamente.

Climatério é o nome científico do período de transição entre o período que as mulheres podem reproduzir (período fértil) para o período não reprodutivo, que inclui a menopausa, que é o nome dado à última menstruação antes de a mulher entrar definitivamente no climatério. Ou seja, a menopausa é a ultima menstruação da mulher enquanto o climatério é o conjunto de sintomas que antecede a menopausa, assim como aqueles que vem depois dela.

Climatério

Quais são os sintomas do Climatério?

Apesar de os sintomas poderem variar de pessoa pra pessoa, existe uma lista de sintomas (físicos e emocionais) mais comuns no climatério, que vamos mostrar a seguir:

  • Fogacho ou ondas de calor: Acontece com mais de 80% das mulheres no climatério e é o sintoma mais comum. Costumam começar no período pré-menopausa e durar por até 2 anos após a última menstruação. Essas ondas de calor são causadas pela redução da produção de estrogênio, o que provoca uma desregulação do termostato normal do corpo.
  • Suores noturnos (variante do fogacho)
  • Distúrbios do sono, como a insônia, que costumam começar já no período pré-menopausa e deixar a mulher mais cansada e sem energia.
  • Depressão (mais comum no primeiro ano do climatério, principalmente em mulheres que ainda queriam engravidar).
  • Ansiedade e alterações do humor, causadas pela redução na produção de estrogênio.
  • Secura vaginal, que pode causar coceira e dor durante o ato sexual.
  • Redução da libido, causada em parte pelas alterações hormonais e também pela dor causada pela secura vaginal.
  • Memória fraca e dificuldade de concentração, também causados pela redução na produção de estrogênio.
  • Dor nas articulações.
  • Queda de cabelo, unhas fracas e pele ressecada, causadas pela redução na produção de colágeno e de estrogênio.
  • Aumento de peso, causado pela alteração no metabolismo e na forma como o corpo armazena gordura que acontece com a redução dos níveis de estrogênio.
  • Infecção urinária, que passa a ser mais comum com a secura vaginal, que facilita a invasão de bactérias.
  • Aumento de pêlos no rosto, causados pela redução do estrogênio.
  • Ossos fracos, que possibilitam fraturas e o aparecimento de osteoporose, também causado pela redução na produção do estrogênio.
  • Tonturas e desequilíbrios, que costumam aparecer já no período pré-menopausa

Climatério

Tratamentos naturais para o Climatério

Como você pôde perceber na lista de sintomas do climatério, a maioria deles é causada pela falta de estrogênio.  Por isso a reposição hormonal é tão importante. Mas também existem algumas opções de tratamentos naturais para o climatério. Um deles é adicionar pequenos punhados de soja e linhaça à dieta diária. Você também pode usar o vinagre de maçã (1 colher diluída no copo de água ou de suco) como aliado para reduzir os calores.

Confira a seguir uma receita de chá caseiro que auxilia a amenizar os efeitos do climatério:

Ingredientes:

  • 1 punhado de folhas de amora
  • 1 punhado de anis estrelado
  • 1 punhado de melissa
  • 1 punhado de alecrim
  • 1 litro de água mineral

Modo de Preparo:

Coloque a água mineral para ferver e assim que estiver fervendo, apague o fogo e acrescente as ervas. Tampe a panela e deixe em infusão por 15 minutos. Tome duas vezes ao dia.

Climatério

Max Amora

Se você está sofrendo com os sintomas na menopausa e do climatério e busca uma alternativa natural para resolver este problema, precisa conhecer o Max Amora.  Trata-se de um suplemento 100% natural, composto por Amora (350 mg), Isoflavona (40 Mg) e Cimicifuga (40 mg), três dos maiores aliados ao combate dos sintomas da menopausa e do climatério. Isso porque, este três componentes ajudam a regular o nível de hormônios, que cai neste fase e é a causa do sintomas.

O Max Amora é vendido através do seu Site Oficial e atualmente está com o preço em promoção. Caso queira conhecer melhor o produto, basta clicar no botão abaixo. Dessa forma você será redirecionado para  o Site Oficial, onde poderá realizar sua compra com rapidez e segurança.

Existe climatério masculino?

A resposta para essa pergunta pode ser sim e não. Vamos explicar porque:

O climatério masculino é chamado de andropausa, e também caracteriza o período onde a produção de hormônios sexuais (principalmente a testosterona) é reduzida, porém, essa redução acontece apenas em 20% dos homens acima de 50 anos, e por isso não deve ser comparada ao climatério feminino, que acontece com todas as mulheres.

O tratamento da andropausa (ou climatério masculino) também é feito através de reposição hormonal, com injeções intramusculares trimestrais de testosterona.

Read More →
Replies: 0 /