Carboxiterapia: Saiba como acabar com estrias, varizes e celulite!

Carboxiterapia: Saiba como acabar com estrias, varizes e celulite!

Se você está insatisfeita com o seu corpo e está procurando o melhor tratamento para ficar com o corpo que sempre quis, não deixe de ler sobre a carboxiterapia, que é um procedimento estético que vale por quatro, já que combate os quatro problemas estéticos que mais incomodam as mulheres, como vamos falar no artigo de hoje. Esse procedimento é usado desde 1777, e oferece diversos benefícios para a beleza da pele. Veja a seguir como se beneficiar da carboxiterapia.

O que é?

A carboxiterapia, também conhecida como CO2terapia é um tratamento estético que elimina a celulite, estria, flacidez e a gordura localizada, além de ser usado também para o tratamento de olheiras.

Como funciona a carboxiterapia?

Como falamos, a carboxiterapia também é conhecida como CO2terapia, e como o nome sugere, o tratamento é feito através da infusão de gás carbônico (CO2) através de uma seringa bem fina, em diferentes camadas da pele (de acordo com o tratamento realizado, sendo o tratamento da celulite feito com a agulha inserida entre a pele e a gordura, e no tratamento da estria, o gás carbônico aplicado dentro da cicatriz, por exemplo), e ao oxigenar o tecido subcutâneo, ajuda a renovar as fibras elásticas e a revitalizar a pele, promovendo seu enrijecimento.

Ao entrar em contato com a pele, o gás carbônico se expande e causa uma vaso dilatação, que destrói a camada de gordura, acelera o fluxo sanguíneo e aumentam a produção de colágeno, ajudando a deixar a pele mais firme.

Cada sessão dura em média 20 minutos, e deve ser feita por médicos, biomédicos, dermatologistas e fisioterapeutas especializados, por até 3 vezes na semana, de acordo com o seu objetivo e a avaliação do profissional.

Carboxiterapia dói?

Não. Existe um pequeno incômodo causado pela seringa (que é muito fina) e algumas pessoas sentem um ardor após a aplicação do gás carbônico, mas em um grau bem leve e que passa logo depois.

Quem pode fazer? Existe contra-indicação?

A carboxiterapia pode ser feita por pessoas com gordura localizada é pequena ou bem localizada, com flacidez leve ou moderada, com estrias avermelhadas, além de ser indicada em algumas doenças vasculares e doenças dos capilares sanguíneos, na reumatologia (como a tendinite aguda ou crônica e artrite), na dermatologia (psoríase) e na cicatrização de úlceras varicosas graves, além dos outros casos que falaremos a seguir e dos benefícios que ainda vamos citar.

Sim, a carboxiterapia é contra-indicada para gestantes, pessoas com infecção ativa na região a ser tratada e com doenças pulmonares que causem retenção de gás carbônico, como a doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), por exemplo.

Carboxiterapia para olheiras

A carboxiterapia também é um tratamento indicado para as olheiras, porque ao estimular a melhora da circulação e a formação de novos vasos sanguíneos, ameniza a mancha escura e melhora a aparência.

Para olheiras com flacidez, o benefício está na estimulação de colágeno e elastina, que vai deixar a pele mais rígida e elástica.

carboxiterapia acaba com celulitesCarboxiterapia para estrias

As estrias são os problemas estéticos mais difíceis de tratar, e algumas (as mais avermelhadas, que são mais antigas) podem até mesmo não desaparecer, já que fibras elásticas que já estão totalmente rompidas e por isso o mais indicado é tratar as estrias assim que elas aparecerem e ainda estiverem brancas.

A carboxiterapia para estrias funciona causando um barotrauma, que é um processo inflamatório (como um machucado) dentro da estria, que forma uma casquinha que descamará afinando o aspecto da estria e aproximando as bordas, o que tornará elas mais imperceptíveis.

Esse procedimento pode ser feito também para eliminar as estrias dos seios, que é uma região mais delicada.

Benefícios carboxiterapia

Além de a carboxiterapia ser um tratamento estético completo, eliminando a celulite, estria, flacidez e a gordura localizada, ela promove uma melhor oxigenação, uma melhor circulação sanguínea e o estímulo do metabolismo celular, aumentando a produção de elastina e colágeno, que é responsável pela rigidez e elasticidade da pele.

A carboxiterapia também ajuda na regeneração dos tecidos e na revitalização da pele, renovando as fibras elásticas e promovendo um enrijecimento da pele, além de ser indicada para o tratamento de cicatrizes e de fibroses decorrentes de cirurgias plásticas, como a lipoaspiração.

Quantas sessões são necessárias?

Já na primeira sessão, que dura em média 20 minutos, é possível ver resultados bem significativos, mas a quantidade de sessões pode variar de acordo com o aspecto da pele, da área tratada e do objetivo do paciente.

Replies: 0 /
1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (No Ratings Yet)
Loading...

Post Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *